DIEGO COPQUE.

A pesquisa historiográfica que deu origem ao livro: Do Joanes ao Jacuípe, uma história de muitas querelas, tensões e disputas locais, que aborda a História de Camaçari entre a de outros municípios da região metropolitana da Cidade do Salvador será utilizada como base para 03 projetos culturais aprovados pelo edital 02/20, de seleção da Secretaria Municipal da Cultura de Camaçari, esse edital tem aporte financeiro da Lei Aldir Blanc. A classe de premiação que abriga esses projetos no edital foi Linguagens Artísticas, que foi dividido em duas categorias.


Na categoria 1, com prêmio de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) foram contemplados 10 projetos. Entre esses, o projeto do livro Do Joanes ao Jacuípe, do professor, historiador e pesquisador Diego Copque, e, também, o projeto que, provisoriamente, tinha o título de Camaçaris, que foi rebatizado com o titulo: Camaçari; muita história prá contar do criador de conteúdo digital e comunicador Junior Clemente.


Na categoria 2, com prêmio de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) foram contemplados 19 projetos. Em destaque o projeto Banco de fotografias e imagens de Camaçari do fotografo Itamar Pinheiro, e o projeto o Cordel conta história Bule Bule e a história de Camaçari, de autoria de Paulo Azevedo, filho do mestre repentista e cordelista Bule Bule.


Com apresentação do historiador, poeta, roteirista e escritor Sérgio Guerra, prefácio da historiadora portuguesa radicada na França, Ernestine Carreira e posfácio assinado pelo jornalista, escritor e poeta Fernando Coelho, o livro Do Joanes ao Jacuípe, será publicado em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Digite seu endereço de e-mail aqui